sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

Quem é você?

Um perguntinha no título é bem básica e simples, correto? Nem tanto, pois nem todo mundo consegue dizer quem é.

Muitas pessoas acham que se conhecem muito bem. Acham que estão perfeitamente resolvidos como seres humanos e que tudo sobre si mesmo é sabido por ela e imagina como agiria em várias situações. Eu só digo que tais pessoas estão é muito enganadas.

As pessoas acham que se conhecem bem por crerem que todas as situações possíveis que ela pode viver ela saberá como irá agir, como irá pensar. Além disso não somente se baseiam nisso, como também se calcam em o que os outros dizem sobre ela, o que ela estudou ou onde e com o que trabalha ou trabalhou. Ainda tem aquelas pessoas que se baseiam na família e local de onde veio, como suas "referências".

Falando inicialmente sobre saber como agir em todas as situações, eu afirmo que isso é impossível. Por mais criativo que você seja, não tem como afirmar que perante determinadas situações você irá agir de um modo ou de outro. Pode até ter uma ideia de como se comportaria, algo como uns 60 a 80% de precisão, chutando claro, mas tem momentos que os aquela situação te obriga a mover-se de um modo que não esperava.

Situações desse tipo pode ser para "bem" ou para "mal". Bem e mal entre aspas porque acredito que isso é uma visão muito maniqueista da vida. Ninguém é 100% bom ou mau, mas sim uma mistura de ambos, fora que o que é bom e o que é mau depende muito da sociedade e o tempo onde vivemos. Daí em um acidente, você pode se desesperar em uma situação que cria que teria controle, como também pode manter uma frieza sem igual, de modo que nunca esperava. De mesmo modo, ao ocupar um cargo importante você pode vir a ceder a corrupção para o bem pessoal ou simplesmente manter a segurança de sua família que fora ameaçada ou simplesmente ignorar as ameaças e agir como pensa, custe o que custar... Em situações inesperadas que descobrimos o quanto não nos conhecemos e passamos a nos conhecer melhor.

Sobre o que a pessoa estudou, trabalhou e onde nasceu, eu digo que isso está mais atrelado ao fato de ser muito mais simples aceitar que você é aquilo que os outros dizem que você é. De onde veio, o que estudou, o que trabalhou, e outros fatores mais "externos" é o que os outros podem ver. Quantas pessoas metem o que pensam sobre determinada coisa para serem agradáveis? Quantas ao ouvir um "como você está?" respondem com um falso sorriso um "tudo bem"? A sociedade necessita de mentiras, isso é a grande verdade.

Para vivermos em sociedade, precisamos usar máscaras, como já citei em uma postagem anterior. Mas ao usarmos as máscaras, muitas pessoas acabam se enganando e achando que ser ela mesma é ser aquilo que os outros observam. Mas note que aquela faceta que ela demonstra ainda faz parte dela, porém creio que ela seja muito mais que aquela faceta.

No final das contas, creio que ninguém pode afirmar com uma precisão de total que se conhece. Daí vir a afirmar quem é com precisão precisa de um tempo de reflexão. O mais interessante que muitas nem querem refletir sobre si mesmas por ter medo do que podem descobrir ou comprovar. Pois o ser humano não é feito apenas de virtudes, mas de defeitos e muitos defeitos que é difícil para muitos admitir que possuem, mesmo que seja para si mesmos.

Interessante que isso foi motivado por dois filmes que "assisti" ontem. O assisti está entre aspas porque eu ia ouvindo e as vezes vendo os filmes, logo não vi tudo mas assim que reprisarem verei. Um foi o O Caçador de Pipas e o outro foi O Diário de uma Babá. O primeiro é até bem conhecido mas o segundo, embora tenha um título um tanto estranho, é um ótimo filme.

Vou indo de deixando essa reflexão para cada um que ler esse texto até o final.

Sorte do dia by orkut: O pessimismo nunca ganhou nenhuma batalha

3 comentários:

Isasa~ disse...

São dois filmes que eu pretendo ver xD
Bom, geralmente acreditamos que somos aquilo que dizem, porque por vezes não conseguimos nos enxergar =P
Mas acho que se você nao souber quem é, ou o que quer, o lugar que voce vai pouco importa tambem xD ja dizia o gato de cheshire uehuehehe

Ichigo disse...

Nunca vi os filmes, mas enfim, que blog cute! xD nunca vi um blog com imgs de anme e reflexões. as imagens ajudam a descontrair, gostei xD

Hidekee disse...

>Isasa~:

Adoro a sua citação do gato de cheshire huahuauahaua... Muito foda ç.ç

Realmente, muitas pessoas acreditam no que os outros dizem que elas são por não se conhecerem o.õ

>Ichigo:

I-CHI-GO!!! /o/

Que bom que gostou do meu humilde blog *-*~

As imagens além de ajudar na ideia também descontrei mesmo, já que imagens ajudam a fixar o que quero passar xD