segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Ragnaerist - O Mito da Criação

Andei trabalhando para me destrair do trabalho da tese em um novo cenário de RPG, que coloquei o nome de Ragnaerist. Este cenário será para ser utilizado em um futuro um tanto distante, já que estou sem tempo e ânimo para mestrar qualquer RPG no momento. Mas já vou aproveitando o tempo que tiro de relaxamento para ir enriquecendo o cenário e pretendo postar uma coisa ou outra aqui com o tempo. Assim, como uma introdução ao cenário eu descrevi a lenda que existe sobre a criação do Mundo, como chamam o local onde se passa o RPG, onde haverá divindades, bem variadas na verdade, pois são duas raças de deuses que são numerosos mas que deixarei apenas os principais descritos e o jogador poderá "importar" a dinvindade que achar conveniente para o jogo. Serão 5 raças em um cenário mais medieval. Bem, vou partir para o texto onde quem não se interessar por RPG pode apenas considerar com um simples conto.

----- xxxxx -----


No início havia apenas Nada e Tudo. Eles vagavam no universo, coexistindo um ao lado do outro, um dentro do outro, mas Nada e Tudo não falavam a mesma língua, agiam e pensavam de modo diferente, e não se comunicavam.

Entretanto, com o tempo e a convivência, Nada começou a querer aprender mais sobre Tudo, este por sua vez queria conhecer melhor aquele que vivia ao sempre ao seu lado. Passaram a aprender mais sobre a língua de cada um e sobre os pensamentos de cada um. A cada momento em que um sabia mais sobre o outro, o interesse aumentava para saber mais e mais.

Conforme a evolução do aprendizado, Nada dominava a língua de Tudo, que por sua vez dominara a língua de Nada. Falavam já línguas iguais e conheciam tudo sobre o outro, com uma admiração que foi crescendo até se transformar em amor. Nada amou Tudo e o chamou de Aehc, que por sua vez amou Nada de igual modo e a chamou de Naht. Aehc e Naht decidiram se unir.

Da união de Aehc e Naht surgiram os elementos que compunham o mundo: fogo, água, terra, árvore e metal. Fogo e água eram dispersos e incontroláveis, sempre se espalahando para onde queriam ir, vezes indo um contra o outro, vezes um ajudando o outro, mas eram incontroláveis e caóticos em sua ânsia de liberdade. Terra e árvore eram controlados e medidos, pois sabiam que um dependia do outro e tentavam manter este equilíbrio, sempre buscando a harmonia e a ordem, para o bem comum de ambos. Metal era o único que não parecia nem buscar ordem ou caos para si ou para os outros, ficando um pouco isolado dos demais.

Dos constantes encontros entre fogo e água surgiram as entidades conhecidas como Eotens. Da cooperação mútua entre terra e árvore surgiram as entidades conhecidas como Sundors. Do metal nenhuma entidade surgiu, pois de si só nada poderia fazer.

Após o surgimento das entidades conhecidas como deuses, os elementos se uniram, um pouco enfraquecidos, de modo a formar o nosso mundo que conhecemos como Nosso Mundo, ou simplesmente Mundo.

Ao ver este mundo com água, terra e vegetação ambudante, os Eotens e os Sundors, que eram em grande número e sem uma lista completa, começaram a desejar populá-lo com suas criações. Colocaram os mais variados animais e monstros para habitar o Mundo. Entretanto mesmo que seguissem instintos de caos e ordem, como seus criadores, estes seres não tinham nada de interessante. Os Sundors imaginaram então em criar os Alfar, seres ligados mais a vegetação mas que tinham intelecto e livre arbítrio, possuindo pele clara, do pardo claro ao branco. Vendo a raça criada pelos Sundors, os Eotens decidiram criar uma raça de seres com intelecto chamados Dokkar, seres ligados às águas, similares aos Alfar mas com maior estatura e tonalidade de pele variando de cinza ao azul escuro. Além de criarem esta raça, criaram também os Jotnar, estes ligados ao fogo, fortes e maiores ainda que os Dokkar, com tons de pele variando entre o marrom e o vermelho. Ao verem que os Eotens haviam criado duas raças, os Sundors criaram mais uma, os Dvergar, seres com grande ligação com a terra, mas estes eram menores que os Alfar, pois os Sundors desejavam provar aos Eotens que suas criações não precisavam de grande estatura para serem fortes. Estes possuiam pele bem mais clara que as peles dos Alfar, indo de um branco rosado a um branco totalmente pálido.

Tanto os Sundors quanto os Eotens desejavam o domínio do Mundo por suas raças geradas por eles. Isso deu início a Guerra Primordial, protagonizada pelas quatro raças existentes. Em nome de seus deuses, eles mantiveram o conflito por anos e anos. Os deuses pouco interviam e não de modo claro muitas vezes, talvez pelo ainda pouco conhecimento de seus próprios poderes ou simplesmente para ter orgulho de ver suas crias saindo como vencedoras por seus próprios esforços.

Com o tempo os deuses viram que muitos de seu “filhos” estavam sofrendo demasiadamente de ambos os lados. Por iniciativa dos Sundors foi proposta uma trégua, aceita pelos Eotens. Os termos da trégua seria deixar a cargo das suas raças o destino do Mundo, onde interfeririam apenas para propagar seus princípios, pessoais, aqueles vistos por cada deus, ou globais, com Eotens defendendo a liberdade e o caos enquanto Sundors defendia a lei e a ordem. Além destes termos de conduta haveria ainda um marco que deveria ser lembrado sempre deste acordo: a criação de uma nova raça conjunta entre Eotens e Sundors. Assim, proveniente do metal, que nunca havia tomado parte entre ordem e caos, os deuses criaram os Middrar. Esta raça estaria menos influenciada pelo desejo de caos ou de ordem, como acontecia com as demais raças. Sua estatura seria mediana, já que os Dokkar e Jotnar eram em maiores que os Alfar e Dvegar, possuindo tonalidade de pele variando entre marrom escuro ao branco rosado. Não teriam vantagens físicas perante os demais, exceto pela grande aptidão tecnológica que poderia fazê-los superar as adversidades que viriam. Seria a raça de equilíbrio para o Mundo.

Assim é até hoje conhecido a forma como as cinco raças surgiram e que povoam o Mundo até os dias atuais...

----- xxxxx -----

Aqui encerra-se o mito da criação, onde já coloquei também umas imagens icônicas das raças, que embora haja diferença de estatura, elas se assemelham a outras raças conhecidas, afim de facilitar inclusive que jogadores encontrem imagens para ilustrar os personagens ou mesmo criá-los sobre a imagem. Espero que tenham gostado do mito e qualquer comentário ou mesmo erro de português ou digitação, podem avisar que agradeço muito, já que ainda estou desenvolvendo.

E dá para notar no menu lateral que coloquei os marcadores a mostra, afim de facilitar o encontro de assuntos no blog, que passou a ficar bem grande e variado. Além disso reduzi a exibição de postagens para cinco por página, já que posto com muitas imagens, carregado muito para quem entra e também reduzi a quantidade de postagens, não tem muito sentido exibir assunto do mês passado na primeira página sempre. Espero que gostem destas mudanças visuais também.

Pensamento do dia: Um amigo falso e maldoso é mais temível que um animal selvagem; o animal pode ferir seu corpo, mas um falso amigo irá ferir sua alma. Buda

3 comentários:

Wein Cruz disse...

Cara ficou foda e as imagens das raças tb!
Curti pra caramba o/

Naty disse...

Olá!!
descupe pela demora de vir aqui!!
apareceram algumas "provas" na escola!! rsrsrsr
achei bem legal essa sua história, só que achei um pouco confuso o Nada e o Tudo!! ^^
Eu sei o que voce quer dizer quando disse que reduziu o numero de postagem por paginas, só preciso arrumar as marcações!! n.n'
eu ja tentei jogar rpg, só que ele foi "ressetado" e quando voltou eu ja não tinha mais vontade!! u.u
a sim, sobre a sua pergunta, Lua Nova foi melhor que Crepúsculo, mais isso dependde de pessoa para pessoa!!
vou indo!!
bye bye

Hidekee disse...

>Wein:

Obrigado cara. As imagens das raças são para facilitar xD

>Naty:

Que é isso, também ando enrolado e tenho postado pouco. Fim de ano é sempre assim ^^'

O Nada e o Tudo são ideias que vieram da ideia de vácuo quântico *coisa de físico que gosta de RPG* 8D

Po, marcações eu simplesmente coloquei todos *preguiça* ç.ç

E Lua Nova deve ter sido bom para quem gosta da série xD

E volte sempre *parece vendedor* o/