sábado, 8 de agosto de 2009

Brincando na lama

Sabe aquela coisa de você entrar na lama para se divertir com um ou mais amigos? Acho que qualquer criança já deve ter feito isso em sua vida pelo menos uma única vez. É de se admitir que tem sua diversão sim, afinal de contas é algo que é engraçado de se ver e principalmente disputar quem suja mais o outro, mas no final todos acabam sujos.

Então, foi dessa brincadeira que acabei lembrando quando assisti essa semana umas coisas tristes e vergonhosas da política de nosso país, aquele papelão de senadores batendo boca em meio a vários escândalos e denúncias que vinham surgindo, uma atrás da outra. Meu pensamento na hora foi: isso é atitude de adulto eleito por várias pessoas que tem a responsabilidade de representar uma nação? Seria engraçado até se não fosse trágico o que representa tudo isso no seu âmago.

Notem que primeiro, no início do ano (ou antes, não lembro) denúncias de passagens aéreas e jatinho. Inicialmente era direcionado a um ou outro, mas em pouco tempo descobriu-se que todos (ou maioria, como não lembro bem os detalhes fica o parênteses para não ser injusto) entravam na mamata. Acabou que o presidente do senado acabou limitando isso e pedindo desculpas pelo abuso e tal. Beleza, se resolve o problema mas o uns ficaram "melhor na foto" do que outros que "queimaram o seu filme".

Em seguida vem denúnicas de atos secretos, decididos sem transparência (afinal de contas eram secretos né?). Sabemos que uma democracia com atos secretos não pode ser em realizadas, mas sabemos também que nem tudo é transparente em lugar algum mesmo, mas isso é outro detalhe que não vem ao caso. Quando se á uma denúncia, o que pessoas sérias devem fazer? Abrir uma investigação para que tudo seja sanado e esclarecido.

Entretanto foi onde percebeu-se o que era claro para a população, que isso tudo já era a cama sendo arrumada para as eleições do ano que vem. Em vez de seguir a seriedade que deveriam ter, ficaram rebatendo denúncia com outra denúncia. Um jogando lama no outro, mostrando os podres de cada um. Uma atitude que realmente me lembrou a brincadeira citada de brincar na lama.

Me pergunto até agora o que leva cidadãos eleitos por um povo de uma região a agirem esquecendo de que estão ali para representar o seu povo perante a nação e apenas quererem se preocupar com os interesses de eus partidos ou aliados partidários, esquecendo-se de que se há uma denúncia ou outra, ambas DEVEM ser analisadas e investigadas. Não se deve querer negociar acordos ou querer sujar o outro com mais podres, porque fica mal para ambos. Quem propõe e quem aceita o acordo. Quem denuncia algo errado em resposta a ter recebido uma denúncia. Por que ficou calado vendo o errado? Por que não fez isso antes? Por que fazer vista grossa para o que está acontecendo?

Sabemos que o povo brasileiro não é dos mais informados devidamente, inclusive com algumas empresas, que as vezes são confundidas com a própria mídia, que tomam partido de um lado ou outro, mostrando a informação de maneira ou distorcida ou de forma a levar quem recebe a informação a minimizar uma parte e maximizar outra. Mas o brasileiro está aos poucos adiquirindo a capacidade de distinguir quando uma notícia é pura "politicagem" armada ou quando tem algum fundo. Então por que entrar nessa bincadeira de lama? Ou seria uma briga na lama, onde o objetivo é derrubar o outro e deixá-lo mais sujo?

Aprendi com meus pais que "quem deve não teme" e assim sendo, acho que TODOS os políticos deveriam levar suas atividades mais a sério, sabendo que se há uma denúncia contra ele, deveria abrir para investigação e que esta assim que concluída deveria ser levada ao público. Claro que é uma utopia, mas certas coisas idealizadas podem ser um referencial para que se busque atingir, porque mesmo sabendo que não a atingiremos poderemos ter como ideal a seguir.

Espero que os papelões realizados pelos senadores durante esta semana tenham se encerrado, pois não fica feio para o partido A ou B, mas sim para TODOS os senadores, partidos e políticos em geral. Valendo lembrar quem uma pesquisa realizada a um tempinho atrás foi para saber qual profissão era a mais confiável e qual era a menos confiável. A mais confiável mundialmente, estando sempre entre os primeiros, foram os bombeiros. Mas a menos confiável, estando sempre em todos os países, foram os políticos.

Sabemos que é uma profissão um tanto complicada ser político, que agradar a todos é impossível e todo o blablabla de ser um político, mas temos que admitir que a sua grande maioria não faz NADA para mudar essa visão que o povo tem dos políticos. Acho que está na hora de todos eles pensarem nisso e refletirem como agem e como deveriam agir. E por fim, só peço mais seriedade pelo cargo que ocupam, pois não estão rebendo uma ótima quantia de dinheiro todo o mês vindo dos cofres do governo porque são especiais, mas sim porque várias pessoas confiaram neles para representá-los. Seriedade no cargo que ocupam é o mínimo que poderiam dar como retorno e que parem de brincar ou brigar na lama...

Sorte do dia by orkut: O tempo é o bem mais precioso que um homem pode desperdiçar

3 comentários:

- Hello. ϟ Chan! disse...

Oii :}
te indiquei um selo *O* ,
vaii lá ver, depois *----------*
http://hello-gx.blogspot.com/2009/08/seloos-ward-o.html

Naty disse...

Olá!!
muito interessante esse seu post!1
mais com os senadores não sei se tem cura não, o próprio presidente disse que a crise do senado não é problema dele!!
sobre essa pesquisa que voce citou, eu posso até concordar, sobre os bombeiros serem mais confiaveis e os politicos os menos!!
Quem sabe um dia essa situação não muda?
Bye bye

Hidekee disse...

>Hello Chan:

Obrigado mas eu não coloco esse selo não. Mas sinto-me lisonjeado pela indicação ^^v

>Naty:

Temos que pensar que tem cura, senão deixaremos o país na mão de quem não confiamos. Algo contraditório, não acha? ç.ç